11 ABR 2017

NOTA: SOBRE O FORO PRIVILEGIADO

Image title


"Não é possível, a partir de um gabinete, determinar o que um cidadão pode ou não.
Por que não discutir abertamente com a sociedade temas como: A reforma em relação aos povos indígenas; Como que ela fica em relação ao agricultor familiar; A jornada dupla ou tripla da mulher; A de profissões muito exigentes,como a dos professores; E também as pessoas que sofrem acidentes, ou as que nascem com dificuldades de locomoção ou intelectuais.
O Estado tem a obrigação de assistir na velhice. 
E por que não discutir os altos salários, as altas aposentadorias? Por que não incluir todo mundo no debate? Creio que isso é muito importante, porque estamos falando do nosso futuro".

Dom Luciano Steiner

Acessem e leiam na íntegra a entrevista que Dom Luciano Steiner, secretário geral da CNBB, concedeu ao site da UOL em defesa aos nossos direitos.

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/04/09/reformas-de-temer-tem-de-atender-ao-cidadao-e-nao-apenas-ao-mercado-diz-cnbb.htm

Compartilhe esta publicação