27 DEZ 2019

Não se nasce Cristão, mas se torna!


Um tempo atrás as crianças ganhavam de presente de seus pais e padrinhos bolas, bonecas, carrinhos, roupas... e hoje o que as crianças querem de presente? Ouço você responder: celular!

Esse fato acima descrito revela que o mundo, nos últimos 20 anos, mudou e mudou pra valer! A Igreja Católica também está mudando bastante: depois da Conferência de Aparecida, em 2007, tivemos uma grande mudança de entendimento. A partir daquele momento, os católicos estão sendo preparados a serem missionários. Um tempo atrás os missionários eram os freis que, em geral, vinham de longe, ficavam uns dias em nossa comunidade e depois iam embora. Agora não, cada comunidade está cheia, ou ao menos deveria estar, de missionários e missionárias locais, que moram e vivem ali.

Nessas últimas décadas, a Igreja entendeu outra coisa: a tradição não se sustenta mais. Um tempo atrás o avô era católico, o pai era católico e, portanto, os filhos naturalmente seriam católicos. Isso não tem funcionado mais: pais atuantes na Igreja, por vezes, veem seus filhos se desviarem do caminho da fé. Então, o desafio agora é também a transmissão da fé.

Assim, unindo esses dois aspectos: cada católico é missionário e envolvido em primeira pessoa na transmissão da fé, estamos iniciando na Diocese de Paranavaí uma longa e bonita caminhada chamada “Iniciação à Vida Cristã”. Em outras palavras: iniciar as pessoas na vida de Cristo.

Já foi aprovado na Assembleia Diocesana, o Projeto Diocesano de Iniciação à Vida Cristã e será atuado mais fortemente nos anos 2020 a 2023. Sim, a vida cristã é o mais importante projeto de vida! “E, por isso, ela requer um processo de passos de aproximação, mediante os quais a pessoa aprende e se deixa envolver pelo mistério amoroso do Pai, pelo Filho, no Espírito Santo. Seu agir será outro, passando a um novo modo de vida no campo pessoal, comunitário e social. E isso será realizado por meio de símbolos, ritos, celebrações, tempos e etapas” (Doc. 107 da CNBB, n. 5).

A partir de fevereiro de 2020, as comunidades, as pastorais e os movimentos presentes no território da Diocese vão se envolver para atuarem juntos a iniciação à vida cristã, ao povo. E eu, Bispo Diocesano, vou acompanhar pessoalmente cada passo desse projeto, com alegria, desde os primeiros encontros em cada uma das paróquias no mês de março de 2020 e espero contar com o apoio maciço de todos os católicos. Por que tudo isso? Para que a fé católica seja desenvolvida e vivida no coração das crianças, jovens e adultos.

Já o Papa Bento XVI dizia: “Não se começa a ser cristão por uma decisão ética ou uma grande ideia, mas pelo encontro com um acontecimento, com uma Pessoa, que dá novo horizonte à vida e, com isso, uma orientação decisiva” (Documento de Aparecida, n. 12).

Ninguém nasce cristão, mas se torna e esperamos que os cristãos da Diocese de Paranavaí sejam sempre mais convictos, entusiasmados com a sua fé e com o Deus de Jesus Cristo.

Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top