08 ABR 2019

Barco Hospital – Papa Francisco: um sonho realizado!

Em julho de 2013, quando o Papa Francisco esteve no Brasil para a Jornada Mundial da Juventude, ao visitar um hospital no Rio de Janeiro, naqueles dias, ele se encontrou com o Frei Francisco Belotti, Ministro Geral da Fraternidade da Providência de Deus (Fraternidade que administra 70 hospitais no território brasileiro).

O Papa Francisco perguntou ao Frei se a Fraternidade já tinha algum hospital na Amazônia, ao que o Frei respondeu que não. O Papa, então, apontando com o dedo para ele, disse: “Precisa ir lá!”.

Dias depois, Frei Francisco viajou para a Amazônia, atento aos sinais de Deus a fim de realizar o pedido do Papa. Chegou na Diocese de Óbidos, estado do Pará.

Numa tarde, ao pôr do sol, sentado à sombra de árvores, à beira do Rio Amazonas, ele conversava com Dom Bernardo Bauhmann, Bispo Diocesano de Óbidos. E o assunto era: o hospital pedido pelo Papa. Eis que, de repente, um deles exclamou: “E se inventássemos um Barco Hospital?”. A ideia tornou-se contagiante. Comunicaram a outras pessoas que também se entusiasmaram. De fato, muitas pessoas das comunidades ribeirinhas ao adoecerem não conseguem chegar até os hospitais: o barco hospital iria até elas!

Naqueles dias, Frei Francisco deu uma entrevista na Rede Vida de Televisão e falou do sonho do Barco Hospital. Um Procurador do Trabalho assistiu a entrevista e entrou em contato com o Frei Francisco. Na sequência foi elaborado um projeto que, depois, viabilizou a construção do Barco Hospital e, inclusive, financiará as viagens durante vários anos.

Dom Bernardo e Frei Francisco estiveram em audiência com o Papa Francisco em novembro de 2018 e mostraram a maquete do Barco, em construção desde 2014. O Papa gostou muito, sobretudo por saber que se as pessoas ribeirinhas, bastante adoentadas, não conseguem ir até o hospital, o Barco Hospital vai até elas.

Pediram que o Papa desse o nome para o barco e ele imediatamente disse: “São Francisco!”. O Bispo e o Frei aceitaram, mas perguntaram se poderiam mudar um pouquinho e o Papa respondeu afirmativamente. Então eles disseram: “Barco Hospital Papa Francisco”. O Papa sorriu e consentiu.

A partir do Barco Hospital que, na verdade, é um navio, nasceu na região uma rede de assistência da saúde coordenada pelos Freis da Divina Providência. Atualmente eles administram a Santa Casa da Diocese de Óbidos e o Hospital 9 de abril de Juriti, da mesma Diocese. O Barco Hospital percorrerá 1.000 km do Rio Amazonas levando médicos, dentistas, psicólogos juntamente com a assistência espiritual e servirá como alimentador dos outros hospitais da região.

Dia 17 de maio, próximo vindouro, o Barco Hospital Papa Francisco será inaugurado. Está equipado com aparelhos de última geração, muitos dos quais ainda inexistentes nos hospitais do Pará. O Barco além de dezenas de quartos, terá sala de cirurgia, gabinete dentário, raio x, laboratório, ultrassom e será especializado em oncologia (fará exames e tratamento de próstata e mamografia).

Dom Bernardo falando do Barco Hospital afirmou: “a Igreja que serve os pobres se renova. Só a liturgia não mantém o povo na Igreja”.

Enfim, nós diocesanos de Paranavaí, poderíamos nos perguntar: como poderíamos crescer no serviço aos pobres?

Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top