12 DEZ 2016

A novena de Natal

A Novena de Natal é uma bela e rica experiência pastoral que surgiu na Igreja do Brasil e vem se mantendo já há muitos anos ajudando a criar uma mentalidade de Igreja que olha para o Mistério da encarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo e procura traduzir este Mistério para a vida do dia a dia. Surgiu para dar uma resposta à necessidade de aproveitar o tempo do Advento para a reflexão e a oração. Não tenho informações sobre o ano em que esta novena surgiu. Mas me lembro que, quando aprendi a ler na escola foi um “prêmio” para mim poder ler na novena de natal no grupo do qual a minha família participava. Os anos passaram e esta oportunidade está sendo muito aproveitada pela Igreja do Brasil. Todos os anos milhares de grupos se reúnem para participar da novena. Por algum tempo parece que o trabalho enfraqueceu, mas nos últimos anos percebe-se uma melhora quantitativa e qualitativa.

Advento é o tempo litúrgico da expectativa do Salvador e símbolo da esperança cristã. A salvação que esperamos de Deus tem igualmente o sabor do amor. Na verdade, preparando-nos para o mistério do Natal, assumimos de novo o caminho do povo de Deus para acolher o Filho que nos veio revelar que Deus não é só Justiça, mas é também e antes de tudo Amor (cf. 1 Jo 4, 8). Em recente artigo diz Dom

Fernando Arêas Rifan: “O Advento é o tempo para preparar os nossos corações a fim de acolher o Salvador, isto é, o único Justo e o único Juiz capaz de dar a cada um a sorte que merece. Aqui, como noutro lugares, muitos homens e mulheres têm sede de respeito, justiça, equidade, sem avistar no horizonte qualquer sinal positivo. Para eles, o Salvador vem trazer o dom da sua justiça (cf. Jr 33, 15). Vem tornar fecundas as nossas histórias pessoais e coletivas, as nossas esperanças frustradas e os nossos votos estéreis”.

Neste ano de 2016 a Equipe do Regional Sul II preparou a Novena de Natal com o tema “Aumentaste a nossa alegria” (Is 9,2). Traz um CD com cantos e áudios do Papa Francisco em discursos que são correlacionados com os temas tratados nos diferentes encontros. Normalmente procura-se, neste tempo de Advento, seguir os apelos da própria liturgia que nos prepara para acolher, mais uma vez, o Mistério da Encarnação. É um trabalho muito rico: Nos reúne em família com outras famílias, nos convida a ouvir a Palavra de Deus, nos faz trocar ideias e conversar sobre ela, nos fala da realidade à nossa volta, nos faz rezar e ainda nos leva a assumir um compromisso com a fé que precisa ser vivenciada sempre. O Natal assim tem outro sabor! Elimina muito dos encantos do comércio que levam ao consumo, às vezes exagerado, e não são capazes de preencher o vazio interior provocado pela correria do dia a dia, pela falta de silêncio, pela falta de encontro com o outro, pela falta de compreensão do real significado do Natal para a nossa fé e nossa salvação.

Que a Novena de Natal aumente a alegria natalina das nossas crianças, jovens, casais, pessoas idosas, doentes.

Seja conforto e alegria no coração de todos.

Assim anunciou o anjo: “Hoje, na cidade de Davi nasceu para vós o Salvador, que é o Cristo Senhor! (Lc 2, 11).

Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top