01 JUL 2015

A visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida

O Brasil inteiro está ocupado com os preparativos da festa dos 300 anos que foi encontrada a imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul. Muitas dioceses já receberam a imagem peregrina e tem sido grande o contentamento do povo com esta presença da Mãe do Céu, sempre cativante e apontando para a necessidade de sermos discípulos sempre mais fiéis de Nosso Senhor Jesus Cristo. Espera-se que todas as dioceses do país possam receber a imagem peregrina até 2017, ano dos festejos do jubileu de 300 anos.

A Diocese de Paranavaí receberá a imagem peregrina no dia 01 de agosto de 2015, na celebração eucarística das 18:00 horas, na Basílica de Aparecida. Esta celebração será presidida pelo Bispo Diocesano de Paranavaí e concelebrada por alguns padres da diocese. Estaremos acompanhados por um grupo de leigos. No dia 02 de agosto ela será recebida oficialmente na Catedral Maria Mãe da Igreja. A partir deste dia ela percorrerá todas as paróquias da diocese até o dia 06 de setembro, quando a devolveremos na sua casa no Santuário de Aparecida, na celebração das 8:00 horas. Neste dia teremos a presença, em Aparecida, de muitas caravanas de fiéis das nossas paróquias. Será, com certeza, uma grande festa para todos os devotos da Mãe de Deus.

É importante para este trabalho de 45 dias de verdadeira missão mariana, entendermos profundamente o papel de Nossa Senhora na evangelização. No documento Lumen Gentium, promulgado pelo Papa Paulo VI em 21 de novembro de 1964, no capítulo VIII, é abordada a questão do culto mariano, estabelecendo-se então algumas diretrizes para o seu reto entendimento. De acordo com o texto, Deus com o objetivo de redenção do mundo, fez Seu Filho nascer de uma mulher, através do Espírito Santo, que proporcionou que esta mulher tivesse uma gestação e um parto normal, mesmo após sua concepção imaculada e permanecendo no estado virginal após o nascimento de Jesus. Devemos, portanto, além de venerar os santos, venerar esta Mãe incomparável, a Virgem Maria, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Por seu “vínculo estreito e indissolúvel” com Jesus, Maria pode ser considerada uma filha predileta, com vantagem sobre todas as outras criaturas, pois é verdadeiramente a Mãe dos membros da Igreja de Cristo, devido sua cooperação com o nascimento dos fiéis desta igreja. Maria, portanto, tem papel único dentro do corpo da Igreja e do projeto de salvação.

Podemos afirmar que Maria é parte fundamental do credo católico, por fazer parte de maneira monumental do projeto salvífico da redenção; por ter concebido livre do pecado; por ter ascendido aos céus em corpo e alma; por ter sido a primeira a acreditar e dizer sim a Deus quando da vinda do Salvador e por ter permanecido em estado virginal após o nascimento de Jesus.

A partir disto devemos considerar que Maria deve ser cultuada, não ocupando o lugar de Cristo, mas favorecendo a união dos fiéis com Ele e sendo a Boa Mãe da Igreja e de todos os cristãos. Aproveitemos bem a oportunidade que todos teremos para admirar o Mistério de Cristo contemplando a vida de sua mãe.

Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top