16 SET 2017

Papa: promover formação dos jovens e amor aos mais necessitados

O Papa Francisco recebeu na manhã deste sábado (16/09), na Sala Clementina, cerca de 100 participantes no Capítulo da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração de Jesus. Vos reunistes para reflectir sobre a vida da vossa Congregação, rezar e discernir juntos os caminhos que o Senhor vos indica para actualizar e renovar o carisma que o Espírito Santo deu à Igreja e ao mundo através do vosso Fundador, o sacerdote Jean Jules Chevalier, disse o Papa na sua saudação.

Comentando o lema escolhido para a preparação do Capítulo ("Tu guardaste o melhor vinho até agora"), Francisco ressaltou que, de facto, existe já um precioso património de projectos e obras apostólicas que o carisma emanou até agora neste século e meio de vida do Instituto mas, por outro lado, as ricas potencialidades do Instituto em benefício da Igreja e do mundo não estão esgotadas:

“Ouvindo o que o Espírito diz hoje à sua Igreja e abertos às questões da humanidade, sabereis tirar da fonte genuína e inesgotável do carisma um novo entusiasmo, escolhas corajosas, expressões criativas da missão que vos foi confiada. Precisamente as novas condições em relação ao passado, e as novas instâncias do empenho de evangelização da Igreja, são as condições que exigem e tornam possíveis novas formas de oferecer o "bom vinho" do Evangelho para dar alegria e esperança a muitos”.

Se a inspiração original do Fundador foi a de difundir a devoção ao Sagrado Coração de Jesus – prosseguiu o Santo Padre -  hoje esta inspiração se entende e actualiza exprimindo-a numa variedade de obras e acções que testemunham o amor terno e misericordioso de Jesus para com todos, especialmente os mais necessitadas. E Francisco deu algumas indicações:

“Para o fazer, convido-vos - como muitas vezes tenho recordado às pessoas consagradas - a "voltar ao primeiro e único amor", a fixar o olhar no Senhor Jesus Cristo para aprender com Ele a amar com um coração humano, a procurar e cuidar as ovelhas e perdidas e feridas, a trabalhar pela justiça e a solidariedade com os fracos e os pobres, a dar esperança e dignidade aos deserdados, a ir por todo lado um ser humano espera ser acolhido e ajudado”.

Ao enviar-vos como Missionários no mundo, é de facto este o primeiro Evangelho que a Igreja vos confia: mostrar nas vossas pessoas e com as vossas obras o amor terno e apaixonado de Deus para com os pequenos, os últimos, os indefesos, os descartados da terra – enfatizou o Papa.

Em seguida o Santo falou de uma certa diminuição de membros que se tem verificado nas últimas décadas na Congregação, bem como em outros Institutos, recordando-lhes que o aumento das vocações na América do Sul, na Oceânia e na Ásia deve ser motivo de conforto e esperança para o presente e para o futuro. Também a formação cristã da juventude, outra expressão do carisma dos Missionários do S.C. Jesus, deve ser garantida e incrementada nas obras do Instituto, sublinhou o Papa:

“Como é urgente hoje a tarefa de educar e acompanhar as novas gerações a aprender os valores humanos e cultivar uma visão evangélica da vida e da história! Esta, que muitos definem como uma verdadeira "emergência educacional", é sem dúvida uma das fronteiras da missão evangelizadora da Igreja, para as quais toda a comunidade cristã é convidada a sair”.

E o Pontífice encorajou-os a tomar novas iniciativas também nesta expressão específica do seu apostolado, na sequência do que realizaram os confrades que os precederam e das obras que eles iniciaram.

E a terminar, algumas recomendações concretas e uma advertência contra o mal do clericalismo numa Congregação que conta ainda hoje com um bom número de membros, entre os quais um consistente grupo de irmãos religiosos:

“Por favor, não cedais ao mal do clericalismo, que afasta as pessoas e, especialmente, os jovens da Igreja, como outras vezes pude recordar. Vivei entre vós uma verdadeira fraternidade que acolhe as diversidades e valoriza a riqueza de cada um. Não tenhais medo de continuar e aumentar a comunhão com os leigos que colaboram no vosso apostolado, fazendo-os participantes dos vossos ideais e projectos e partilhando com eles as riquezas da espiritualidade que brota do carisma do Instituto. Juntamente com eles e com as irmãs da congregação feminina, assumirá vigor uma maior "família carismática" que melhor mostrará a vitalidade e actualidade do carisma do Fundador”.

A Virgem Maria, a quem invocais com o título de Nossa Senhora do Sagrado Coração de Jesus, vos mantenha sempre unidos ao Seu Filho e, com a Sua materna intercessão, vos proteja; acompanhe-vos também a minha bênção extensiva a todas as vossas comunidades - concluiu Francisco.

(BS)

(from Vatican Radio)

Fonte: http://www.news.va/pt/news/papa-promover-formacao-dos-jovens-e-amor-aos-mais

Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top