12 ABR 2019

Diocese de Jundiaí (SP) promove II Congresso da Juventude

Nos últimos 30 e 31 de março, a Diocese de Jundiaí (SP) realizou o II Congresso Diocesano da Juventude na cidade de Itupeva (SP). A ideia de um segundo Congresso começou a tomar forma ao final de 2017 e a preparação para o congresso foi intensa, uma vez que compreendia diversos setores de organização: paróquia acolhedora para o evento, casas acolhedoras para o repouso do jovem congressista, artes gráficas, momentos de espiritualidade, kit jovem, ministério de música, cozinha e os palestrantes e formadores, que abrilhantaram o evento com suas histórias de vida, seus ensinamentos e suas perspectivas de vivências e trabalho com e para a juventude.

O congresso teve início com a palestra de Mario Roberto de Mesquita Martins, representante da Paulus, que falou sobre “O Chamado” do coordenador, o se colocar à serviço. De forma muito irreverente, dissertou sobre o amor de Deus e de como temos a responsabilidade de apresentar esse amor para a Juventude.

A segunda e terceira palestras foram ministradas por Adriano Souza, da Missão Jovem do RCC. Ele apresentou um pouco sobre o “Ser Líder”, como encarar a nossa juventude e liderar para todos, sem distinção, mostrando que o testemunho de um líder é importante para a formação e espiritualidade do grupo, através da intimidade com Deus.

A quarta formação foi liderada e ministrada pelo Padre Milton Rogério Vicente, que falou sobre o “Ser cristão e ser igreja”, e abriu os olhos e o coração dos jovens para a verdadeira missão, o verdadeiro eu, e papel dos jovens como cristãos e como a Igreja de Cristo; amando, acolhendo, respeitando e perdoando, entrando em comunhão com as comunidades eclesiais, a confiança de fiéis, padres, e a nossa unidade dentro e fora da igreja.

O sábado encerrou-se com a adoração ao Santíssimo conduzida pelo Padre Antônio Ferreira da Silva, um momento cheio de emoção e partilha, onde aconteceu também uma encenação da vida e morte de São Sebastião, realizada pelo grupo de jovens Domus Dei. Logo após, os jovens foram conduzidos para as casas acolhedoras de paroquianos.

No domingo, após o momento de espiritualidade matinal com as Laudes e Terço, aconteceu uma conversa com Lucas Galhardo da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB e membro do movimento de Schoenstatt. Ele falou sobre a formação  sobre “O meu grupo de Jovens”, ressaltando a importância da evangelização e da vivência em comunidade, frisando de maneira muito assertiva, a vida, a realidade e a vocação do jovem ao serviço, ao sim, as formas e evangelizar, não importando datas, locais, pessoas mas o estar disposto para evangelizar.

A sexta e última palestra/formação foi ministrada por Luiz Henrique Jesus de Moraes, representante da CNBB. Ele falou  sobre “A alegria de ser Coordenador” e de como esses têm impacto na vida dos jovens, de como o sim e a escolha têm um papel marcante e direto nas vivências em comunidades. Logo após, houve um plenário, onde alguns palestrantes e membros do colegiado responderam a perguntas e tiraram dúvidas da juventude.

Para a conclusão do congresso, o colegiado fez uma explanação sobre todas as vivências e ressaltou a importância do respeito e da empatia para que caminhemos em unidade. A diferença de carismas que se faz presente em nosso meio é o que torna a nossa juventude mais bonita e o acolhimento, necessário.

Foi lançado o desafio do Setor da Juventude: uma hashtag para que os grupos de jovens usem para divulgar seus trabalhos e ações com a juventude, a #setorjuventudeemação, que já tem feito sucesso e tem sido utilizada em várias vertentes do trabalho com os jovens.

Como encerramento do Congresso, aconteceu a missa com a presença do nosso bispo diocesano, Dom Vicente Costa, que acolhe a juventude e faz dela algo muito melhor, mais querida e mais vibrante em nossa diocese.

Todo o congresso foi transmitido em tempo real por um time de seminaristas liderados pelo Matheus Storti, que ficou responsável por toda a transmissão e mídias do evento. Os organizadores agradecem todos aqueles que trabalharam na realização do encontro: cozinha, ministério de música, seminaristas, a juventude acolhedora de Itupeva, ao fotógrafo Matheus Simoneti, aos paroquianos, aos presbíteros, palestrantes e todas as pessoas que doaram seu tempo para que esse congresso acontecesse, que Deus abençoe imensamente e que Maria os cubra com seu manto sagrado.

Por Cândido Storto, Colegiado Setor da Juventude Diocese de Jundiaí

Fonte: http://jovensconectados.org.br/diocese-de-jundiai-sp-promove-ii-congresso-da-juventude.html

Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top