28 NOV 2019

Dom Mário Spaki é o novo referencial para o CHARIS

Na manhã desta quinta-feira (28), após uma reunião do Conselho Permanente dos Bispos em Brasília, foi eleito referencial para o CHARIS o Bispo Dom Mário Spaki.

O CHARIS é um novo serviço dentro da “corrente da graça” que é a Renovação Carismática Católica, não é um organismo de governo, mas um Serviço de Comunhão, de acordo com a vontade explícita do Santo Padre, o Papa.

Este organismo está sob a responsabilidade de um Moderador, assistido por um conselho que se chama Serviço Internacional de Comunhão, formado por 18 pessoas de todo o mundo. Alguns representam os diversos continentes e outros representam as diferentes realidades da Renovação Carismática. Para este primeiro mandato todos foram nomeados pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida.

O primeiro Moderador é Jean-Luc Moens, um leigo casado, pai de família, comprometido com a Renovação Carismática por mais de 45 anos. O primeiro Assistente Eclesiástico, por vontade do Santo Padre, é o Pe. Raniero Cantalamessa, OFM.Cap., Pregador da Casa Pontifícia.

O Papa quis que fosse a Santa Sé a constituir CHARIS, para que a Renovação Carismática e toda a Igreja saibam que a Renovação Carismática pertence plenamente à Igreja universal.

Um dos pontos essenciais enfatizados pelo Santo Padre é a importância da comunhão, ou seja, da unidade na diversidade. CHARIS serve a todas as realidades carismáticas do mundo, e nenhuma delas tem prioridade sobre as demais. Em nenhum país pode uma comunidade, um grupo, uma organização ou um movimento atribuir-se a liderança da Renovação Carismática Católica. De acordo com Dom Mário Spaki é um momento de alegria, e principalmente de muita responsabilidade.

"Fui eleito pelos bispos do Conselho Permanente da CNBB e realizarei essa nova missão com muita alegria", disse Dom Mário.

Fonte: Pastoral da Comunicação Diocesana

Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top